Noticias

Ânima faz oferta pública dirigida de distribuição de ações ordinárias

2 minuto/s de leitura

Com destino certo, dirigido para um grupo pequeno de investidores profissionais, a Ânima (ANIM3) – uma das maiores organizações educacionais privadas de ensino superior do País – divulgou que vai realizar uma oferta pública de distribuição primária de 27 milhões de ações ordinárias. A fixação do preço por ação ocorrerá em 3 de dezembro e o início da negociação está previsto para 07 de dezembro deste ano. 

Conforme os números enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta pode ser ampliada em até 35% do total de ações, o que significa até 9,45 milhões de ações. Com base na cotação de fechamento de segunda-feira (23), de R$ 31,15 por ação, a oferta pode totalizar R$ 841,05 milhões a R$ 1,135 bilhão.

A Ânima tem um objetivo para essa oferta: arrecadar recursos para financiar uma parte da aquisição dos ativos brasileiros do grupo Laureate. No começo deste mês a Ânima revelou a assinatura de um contrato, de R$ 4,4 bilhões com a Laureate, que resultaria na compra de todos os ativos do grupo no País. Do total deste contrato, R$ 3,77 bilhões serão pagos em dinheiro e R$ 623 milhões, referentes a dívidas de ativos que serão assumidos pela Ânima 

A organização educacional também anunciou que se a negociação não for consumada, o aporte será usado na compra de novas aquisições já em planejamento e também caso a transação não seja concluída, o dinheiro será destinado para novas aquisições estratégicas e para emprego no atual segmento de negócios da companhia. 

Os atuais acionistas terão direito de participar da oferta prioritária entre 25 de novembro e 1º de dezembro. Cada acionista da Ânima terá o direito de admitir, no mínimo, até 0,256086 ação da oferta prioritária para cada ação ordinária da companhia de sua titularidade; no máximo, até 0,345717 ação da oferta para cada ação ordinária, tendo em vista a colocação da totalidade das ações adicionais.

Essa oferta no Brasil, terá a coordenação do Bradesco BBI, do Banco Santander Brasil (SANB11), UBS BB, Itaú BBA e Banco JPMorgan. No exterior, pelo Bradesco Securities, pelo Santander Investment Securities, UBS Securities, Itau BBA USA Securities e pelo JP Morgan Securities.

Foto: Reprodução/Brazil Journal

213 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
AÇÕESNoticiasRenda Variável

Ibovespa continua caindo e vai aos 115 mil pontos nesta quarta (27)

1 minuto/s de leitura
O Ibovespa continua em seu viés de queda. Nesta quarta-feira (27), o principal índice do mercado brasileiro caiu mais 0,50%, no seu…
Noticias

Microsoft ultrapassa US$ 40 bi em vendas no 4T20

2 minuto/s de leitura
Na noite desta terça-feira (26), a Microsoft revelou seus resultados operacionais referentes ao quarto trimestre do ano de 2020. A companhia reportou…
Noticias

Twitter expande área de atuação e compra a Revue

1 minuto/s de leitura
Dentro de sua meta de expansão, o Twitter (NYSE: TWTR) comprou a  startup Revue. O anúncio foi feito na terça-feira (26). Também…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies