Noticias

Economista Janet Yellen pode ser indicada a assumir o Tesouro dos EUA

2 minuto/s de leitura

A economista Janet Yellen pode se tornar a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, a partir da indicação do presidente eleito Joe Biden. Se isso acontecer, Yellen, que atuou como presidente do Sistema de Reserva Federal (Fed), que é banco central dos Estados Unidos, entre 2014 e o primeiro semestre de 2018, vai se tornar a primeira pessoa a ter chefiado o Tesouro, o banco central americano e o Conselho de Consultores Econômicos da Casa Branca. A sua nomeação, no entanto, depende ainda da aprovação do Senado. A economista já faz parte da história, tendo sido a primeira mulher a liderar o Fed. 

Yellen, bastante conhecida por ter exercido um dos cargos mais expressivos na economia do país norte americano, participou de uma entrevista em setembro, apontando que a recuperação do país depende muito de investimentos para combater o desemprego e manter pequenas empresas produzindo. Em sua declaração, observou que o momento não pode ser de acomodação na política fiscal, pois isso pode retardar a reabilitação. Frisou ainda que a inflação baixa elevou a necessidade e diminuiu os riscos de uma política monetária e fiscal agressiva.

Yellen tem pontuado ainda que há algumas questões que podem deliberar sua administração no Tesouro. Uma delas refere-se a apoiar um imposto sobre o carbono, medida esta que acredita ser eficiente para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e combater as mudanças climáticas. 

Quanto a regulação, a ex-presidente do Fed defendeu os esforços para aperfeiçoar o acompanhamento bancário após a crise financeira de 2008.  No início deste ano, manifestou desapontamento decepção com Lei Dodd-Frank de 2010, pelo fato de se  concentrar nos maiores bancos e não dar aos reguladores, dispositivos mais apropriados para lidar com os riscos que ameaçavam o sistema financeiro, como o aumento do endividamento de empresas não financeiras. Ela se mostrou frustrada por não ter se ter feito mais no tratamento deste risco. 

No entanto, em abril, além de defender o banco central de uma série de críticas, de que estaria transferindo sua competência ao Tesouro, aproveitou para apreciar os empréstimos que o Fed e o Tesouro lançaram quando a pandemia acabou atrapalhando os mercados. Um destes programas estendeu US$ 4 bilhões em crédito a mais de 400 empresas em seu primeiro quatro meses de operação.

Quem é Janet Yellen

Novaiorquina de nascimento, se formou em Economia pela Brown University, é doutora em economia pela Universidade de Yale e professora da Universidade da Califórnia em Berkeley. É casada com o economista ganhador do Prêmio Nobel, George Akerlof.

A ex-presidente do Federal Reserve havia servido anteriormente como governadora do banco central dos EUA de 1994 a 1997, fazendo uma passagem como presidente do Conselho de Consultores Econômicos da Casa Branca no final dos anos 1990.

Yellen foi presidente do Fed em 2014 e vice-presidente em 2010. Barack Obama a escolheu para liderar o Fed de 2014 a 2018 e além disso, o presidente Trump considerou indicá-la para um segundo mandato, entretanto, por fim optou por Powell, para sucedê-la.

Foto: Reprodução/Jornal Econômico

213 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
AÇÕESNoticiasRenda Variável

Ibovespa continua caindo e vai aos 115 mil pontos nesta quarta (27)

1 minuto/s de leitura
O Ibovespa continua em seu viés de queda. Nesta quarta-feira (27), o principal índice do mercado brasileiro caiu mais 0,50%, no seu…
Noticias

Microsoft ultrapassa US$ 40 bi em vendas no 4T20

2 minuto/s de leitura
Na noite desta terça-feira (26), a Microsoft revelou seus resultados operacionais referentes ao quarto trimestre do ano de 2020. A companhia reportou…
Noticias

Twitter expande área de atuação e compra a Revue

1 minuto/s de leitura
Dentro de sua meta de expansão, o Twitter (NYSE: TWTR) comprou a  startup Revue. O anúncio foi feito na terça-feira (26). Também…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies