Notícias

Fique por dentro dos assuntos mais relevantes desta terça-feira (19)

4 minuto/s de leitura

O Brasil já começou a vacinar a população contra COVID-19. Quase todos os estados da federação já possuem doses a serem distribuídas, e 18 já iniciaram a vacinação. Mesmo assim, o país passa por impasses políticos e dificuldades na confecção e importação de mais vacinas.

As eleições para a Câmara e Senado estão marcadas para acontecer no dia 1 de fevereiro. Faltando menos de 2 semanas para o final das campanhas, um dos partidos de apoio de Lira o trocou por Baleia Rossi.

Esses e outros destaques você confere agora.

MAIS DE 1100 PESSOAS JÁ FORAM VACINADAS NO BRASIL, E MAIS 10 ESTADOS DEVEM COMEÇAR A IMUNIZAR HOJE

O plano nacional de vacinação contra COVID-19 oficialmente começou no Brasil. Mais de 1100 pessoas já foram vacinadas. Até o momento, 25 estados da federação já receberam doses de vacinas, prontas para a distribuição e vacinação. Destes, 18 já começaram a vacinar.

Nestes estados, a vacinação contra COVID-19 já começou antecipadamente: SP, SC, RJ, PI, GO, CE, MS, TO, MA, ES, MG, PA, PE, PR, MT, AM, RS e BA.

Na segunda-feira (18), o Ministério da Saúde começou a distribuir 5.994.576

 doses para os estados. Destes, 1.357.640 são para o estado de São Paulo, e o restante é dividido entre os estados.

A distribuição acontece através da Força Aérea Brasileira (FAB), caminhões e através de parcerias com a Azul, Latam, Gol e Voepass. Ao chegar nos estados, as doses são responsabilidade dos governos locais.

Na primeira fase de imunização da população brasileira, idosos de 75 anos ou mais, idosos de 60 anos ou mais que vivem em asilos, indígenas e profissionais de saúde devem ser vacinados. Duas doses são necessárias por pessoa, totalizando cerca de 30 milhões de vacinas necessárias.

O Instituto Butantan já requisitou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a aprovação de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac ontem.

2 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford, aprovadas para uso emergencial juntamente com a CoronaVac, seguem na Índia. O governo brasileiro já comprou as doses, mas depois que o governo indiano declarou não querer vender vacinas enquanto não conseguirem imunizar a própria população, o impasse surgiu.

O governo brasileiro estuda produzir nacionalmente a vacina AstraZeneca/Oxford, mas o estoque de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), insumo importante para a confecção de vacinas, está baixo. O Brasil já comprou o IFA da China, que deveria ter chegado na semana passada, mas por enquanto nada. Isso afeta também a produção da CoronaVac pelo Instituto Butantan.

No momento, a preocupação é justamente com o atraso da confecção, importação e distribuição das vacinas.  Enquanto que os números iniciais são positivos, o atraso pode prejudicar a distribuição, agravando a situação da pandemia no país.

Bolsonaro, que não reagiu à aprovação das vacinas contra COVID-19, disse a um grupo de apoiadores no Palácio do Alvorada ontem (18) que a vacina “é do Brasil, não é de nenhum governador”. O presidente ainda afirmou, sem respaldo científico, que “ninguém sabe ainda se teremos efeitos colaterais ou não”, se referindo a CoronaVac.

SOLIDARIEDADE ABANDONA APOIO A LIRA, CANDIDATO APOIADO POR GUEDES

Com as eleições da Câmara e Senado marcadas para acontecer no primeiro dia de fevereiro, as campanhas nas disputas estão chegando na reta final. Nesta segunda-feira (18), o Solidariedade abandonou o apoio a Artur Lira, candidato à presidência da Câmara apoiado pelo governo federal. Segundo o partido, o cargo demanda independência para atuar na defesa da democracia e enfrentamento da pandemia.

Lira é amplamente apoiado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, por ser o candidato mais favorável à proposta de criação de um novo tributo por transações financeiras, nos moldes da antiga CPMF. Bolsonaro já sinalizou apoiar uma alíquota de 0,10% para a nova tributação.

Embora Lira seja o candidato mais alinhado ao governo federal, o político disse ser a favor de uma prorrogação do auxílio emergencial, mantendo o país abaixo do teto de gastos. A pauta é rejeitada pela pasta da Economia.


Saiba mais

Brasil inicia vacinação contra Covid-19, veja as principais informações


AGENDA

A segunda prévia da inflação IGP-M de janeiro é divulgada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A Zona do Euro relatou alta de 1,41% no setor de construção relativos ao mês de novembro.

BOLSAS E CÂMBIO

Os mercados europeus amanheceram esta terça-feira (19) registrando altas nos seus principais índices. Além do otimismo quanto às vacinas, as bolsas foram influenciadas pelo discurso de Janet Yellen, futura secretária do Tesouro dos Estados Unidos pela administração Biden.

Janet Yellen, que também é ex-presidente do banco central dos EUA (Fed), disse ao congresso que o país precisa agir de modo firme com medidas que ajudem o país a se recuperar economicamente. Ela defendeu mais estímulos para a distribuição nacional de vacinas contra COVID-19.

Às 8h da manhã:

  • STOXX 600 (STOXX): +0,12%, indo a 409,19 pontos
  • DAX (GDAXI): +0,15%, indo a 13.869,00 pontos
  • FTSE 100 (FTSE): +0,18%, indo a 6.732,57 pontos
  • CAC 40 (FCHI): -0,08%, indo a 5.612,88 pontos
  • FTSE MIB (FTMIB): +0,29%, indo a 22.563,50 pontos

As bolsas asiáticas fecharam apresentando resultados mistos nesta terça-feira (19). O recente ressurgimento de novos casos de COVID-19 na China fez os índices do país despencarem.

  • Hang Seng (HK50): +2,70%, indo a 29.642,28 pontos
  • KOSPI (KS11): +2,61% , indo a 3.092,66 pontos
  • Shanghai Composto (SSEC): -0,83%, indo a 3.566,38 pontos
  • Nikkei 225 (N225): +1,39%, indo a 28.633,46 pontos 
  • Shanghai Shenzhen CSI 300 (CSI300): -1,47%, indo a 5.437,52 pontos

Às 8h da manhã, os mercados futuros dos EUA registram resultados positivos. Os investidores estão de olho na quarta-feira (20), que é o dia da inauguração de Joe Biden como presidente do país.

O país passa por medidas de segurança severas para impedir novos ataques terroristas domésticos, como os relatados na invasão ao Capitólio.

  • Nasdaq 100 Futuros: +0,97%, indo a 12.926,12 pontos
  • Dow Jones Futuros: +0,58%, indo a 30.898,0 pontos
  • S&P 500 Futuros: +0,70%, indo a 3.788,62 pontos

Acompanhe as cotações do Dólar e o Euro na manhã desta terça-feira (19):

  • Às 9h05, o Dólar subiu +0,10%, a R$ 5,29
  • Às 9h05, o Euro subiu +0,29%, a R$ 6,40

Foto: Força Aérea Brasileira (FAB) / Divulgação

Quer investir no mercado de ações mas não sabe por onde começar?

Preencha o formulário abaixo que um assessor da GX Investimentos irá ajudar em sua jornada a liberdade financeira

318 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
AÇÕESNotíciasRenda Variável

Ibovespa continua recuperação nesta sexta (14), mas encerra semana com perdas

1 minuto/s de leitura
Nesta sexta-feira (14), o Ibovespa continuou sua recuperação após o desastroso pregão de quarta, subindo 0,97% e indo a casa dos 121…
Notícias

SmartTech: o efeito ‘Elon Musk’ nas criptomoedas; PIX Cobrança começa a funcionar; Amazon anuncia frete grátis para compras internacionais; saiba das novidades da BugHunt, SpaceX e Google

4 minuto/s de leitura
Elon Musk e a polêmica das criptomoedas Por algum tempo, Elon Musk se tornou quase que um embaixador das criptomoedas. Isso porque…
Notícias

GIRO CORPORATIVO: Petrobras reverte prejuízos e lucra R$ 1,16 bilhão; Magazine Luiza lucra 739,7% a mais no 1T21; Renner tem prejuízos no trimestre; saiba mais sobre Itaú, IRB, Cogna e Taesa

5 minuto/s de leitura
Petrobras (PETR3, PETR4) A Petrobras divulgou seus resultados operacionais referentes ao 1T21 nesta quinta-feira (13). A estatal registrou R$ 1,16 bilhão em…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies