Notícias

Tempos incomuns pedem transformações compatíveis

2 minuto/s de leitura

Em tempos de guerra mudam-se as estratégias e as medidas utilizadas são as mais incomuns. Os tempos de pandemia seguem os mesmos parâmetros. No ano passado, e em plena crise da pandemia do Covid-19, empresas do mundo inteiro assistiram transformações jamais pensadas, como por exemplo o home office por praticamente toda a parte administrativa, e o modelo de educação a distância, também adotado de forma global.

A grande maioria dos C-Levels – um termo utilizado para designar coletivamente os executivos seniores mais altos de uma companhia – acredita que este ano seja de crescimento. Porém, os mesmos mostram preocupação quanto à retomada da economia, ressaltando que a atividade econômica não voltará ao patamar de antes da crise do Covid-19. Para estes administradores, serão necessárias ações específicas para se chegar a 2022, aptos para  reconquistar o crescimento.

Observam os economistas, que os empresários possivelmente irão continuar investindo no trabalho digital e na transformação de negócios. Há algumas prioridades elencadas e que amparam este crédito para o digital durante este ano, para fomentar a economia. Entre elas, investimentos em infraestrutura tecnológica, em soluções e na gestão de dados. 

Acreditam eles que ações relacionadas à segurança cibernética e ao compliance (em conformidade) do gerenciamento de dados também são prioritárias, assim como o investimento na qualificação de pessoas, em razão da falta de mão de obra qualificada. A execução de projetos de novos produtos ou serviços também faz parte da agenda dos empresários para este ano de 2021. Muitos afirmam que irão criar parcerias com startups. As que já possuem alguma colaboração neste sentido, afirmam que irão ampliar os negócios. 


Saiba mais

Sem carnaval, bilhões de reais deixam de circular no país


Há um posicionamento hoje quanto ao ordenamento de planos ambientais, sociais e de governança corporativa, pauta esta considerada um grande desafio. Hoje, há muitas empresas que já possuem políticas de inclusão, mas poucas possuem indicadores de gerenciamento de impacto social.

Os empresários, por outro lado, apontam que se faz necessário muito mais do que somente incluir suas empresas no mundo digital. Será preciso assumir uma mentalidade digital, concentrada em estratégias que permitam competir em ecossistemas físico/digitais. Apontam que será imprescindível investir em inteligência artificial, realidade aumentada, robótica, impressão 3D, realidade virtual, entre outras. 

Eles direcionam ainda a necessidade de avanço das empresas rumo à automação. Economista dizem que a tecnologia transformou muitos setores, mas acreditam que haverá uma continuidade que atingirá outras tantos setores. 

Mas o que mais chamou a atenção em 2020, conforme os analistas econômicos, foi a transformação da empresa, que passou “do que faz” para “como faz”, o que demonstra que a estratégia de negócios caminha em paralelo a tecnologia e que esta postura de novos negócios deverá ser a forma prioritária de crescimento em 2021. 

Quer investir no mercado de ações mas não sabe por onde começar?

Preencha o formulário abaixo que um assessor da GX Investimentos irá ajudar em sua jornada a liberdade financeira
315 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
Notícias

Após frenesi, GameStop sai em busca de novo CEO e uma reestruturação completa

1 minuto/s de leitura
Após frenesi das ações da GameStop (GME), que chegaram a valorizar mais de 2.000% em menos de um ano, a companhia do…
AÇÕESNotíciasRenda Variável

Ibovespa segue boa sequência e volta aos 120 mil pontos nesta quarta (14)

1 minuto/s de leitura
Nesta quarta-feira, o Ibovespa deu seguimento à sua boa fase, subindo 0,84% e chegando novamente aos 120 mil pontos desde o dia…
Notícias

Em reconciliação com caminhoneiros, governo reduz mistura obrigatória no óleo diesel fóssil

2 minuto/s de leitura
Após meses tensos com ameaças de paralisação por parte da categoria de caminhoneiros, o Governo Federal busca reconciliação. Uma resolução do CNPE…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies