Educação Financeira

MAHLE – Metal Leve S.A. (LEVE3): Um em cada dois veículos no mundo, possuem produtos do grupo.

2 minuto/s de leitura
LEVE3 (Mahle-Metal Leve) - Indicadores, Cotação, Dividendos - Investidor10

“Pioneira e impulsionadora de tecnologia para a mobilidade do futuro”

HISTÓRIA E SEGMENTO DA LÍDER MUNDIAL

Empresa de autopeças, a Mahle – Metal Leve opera na fabricação e comercialização de produtos de motores à combustão interna e filtros automotivos, atendendo montadoras de automóveis e peças para reposição. O grupo Mahle foi fundado em 1920, na Alemanha e, atualmente, fabrica e vende seus produtos no Brasil e Argentina. São totalizadas cinco unidades industriais, uma na Argentina e quatro no Brasil, que são exportadas para aproximadamente 60 países. O negócio da empresa está no mercado de automóveis leves e pesados. A principal atividade é a produção de peças automotivas como pistão, bielas, camisas, anéis, bronzinas, buchas, trem de válvula, filtros, radiadores, condensadores, entre outros.

POR UM MUNDO MAIS SUSTENTÁVEL

A companhia se mostra comprometida com o meio ambiente, uma vez que cada vez mais vem otimizando o motor a combustão, estimulando o uso de combustíveis alternativos e buscando a aceitação e introdução da mobilidade elétrica no mundo. Menor consumo e maior eficiência é o lema que vem acompanhando a instituição, já que utiliza motores menores.

LÍDER MUNDIAL EM TECNOLOGIA DE COMPONENTES DE MOTORES

Com relação aos concorrentes, a Mahle apresenta vantagem, visto que são poucas as empresas que atuam da mesma forma. Além disso, existem fortes barreiras de entrada nesse mercado, posto que há um grande custo para entrar no segmento.

RESULTADOS

Grande parte da receita da companhia é composta por exportação, principalmente para a Europa, com 46.8%, para a América do Norte o número é de 38%, enquanto para a América Latina, é de apenas 11,7% no ano de 2020. Segundo a companhia, nas despesas com vendas em 2020 foram verificados efeitos de adequações de estrutura organizacional, já para o quarto trimestre de 2020, os efeitos foram oriundos da utilização de fretes frente à segunda onda da pandemia do novo coronavírus. A pandemia também apresentou impacto sobre os investimentos em tecnologia da empresa, já que foram suspensas ou atrasadas por conta da quarentena.

Fonte: RI da companhia

INDICADORES DE VALUATION

O P/L da instituição apresenta um valor significativamente elevado, de 24,91 em linha com o PEG Ratio, de 3,76 e com um LPA relativamente baixo, de 0,97, apesar de, ainda assim, ser positivo. Entretanto, é preciso analisar os indicadores observando o cenário em que a empresa está inserida. Com exceção aos anos de 2016, cuja a companhia sofreu com custos operacionais não recorrentes e o ano de 2020, que foi impactada pela pandemia da Covid-19, a empresa apresentou desempenho dos indicadores constantes, em sua maioria. O ROE e ROIC, não obstante as últimas quedas, apresentam um bom desempenho na visão histórica da companhia, de 9,28% e 9,37%, respectivamente.  

Vale destacar ainda que a Mahle tem um bom histórico de pagadora de dividendos, a despeito de estar com o dividend yield em 2,27% atualmente.

Suas ações (LEVE3) tiveram valorização de 42,57% em 12 meses, e no mês o salto foi de 5,8%.

Reprodução: levanteideias

7 conteúdos

       
Sobre o autor
Marco Saravalle é analista CNPI-P e sócio-fundador da BM&C e da Sara Invest. Foi estrategista de Investimentos do Banco Safra, estrategista de Investimentos da XP Investimentos, Analista e co-gestor de fundos de investimentos na Fator Administração de Recursos e GrandPrix e analista de ações na Coinvalores e Socopa. Iniciou sua carreira no programa de Trainee do Citibank. Formado em Ciências Econômicas pela PUC-SP, Pós-graduado em Mercado de Capitais pela USP e Mestrando em Economia e Finanças pela FGV/EESP. Atualmente é Diretor Administrativo/Financeiro da Apimec Nacional, membro do comitê de educação da CVM e presidente do Conselho da ONG de educação financeira, Multiplicando Sonhos.
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
Educação Financeira

Conheça a história de Naji Nahas, o homem que quebrou a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro

5 minuto/s de leitura
A história da Bolsa de Valores no mundo não é pouco menos que farta, desde episódios que descrevem uma bolha econômica envolvendo…
Educação Financeira

Conheça a história, a função e a importância da CVM

7 minuto/s de leitura
Se você está começando a acompanhar o mercado financeiro ou está estudando a melhor oportunidade para começar a aplicar suas economias, provavelmente…
CuriosidadesDestaqueEducação Financeira

Maio e as quedas das bolsas de valores: mito ou fato?

2 minuto/s de leitura
Existe um ditado muito conhecido pelos investidores de bolsa: “sell in may and go away” (venda em maio e vá embora). Se…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies