Notícias

IGP-M desacelera e fica a 1,51% em abril, mas acima da projeção de especialistas

2 minuto/s de leitura

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), índice que serve como parâmetro para medir o preço dos contratos de aluguel, desacelerou no mês de abril e ficou em 1,51%, ante aos 2,94% de março. As informações são publicadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O índice ficou bem maior que os 0,80% em abril de 2020. Na soma de 12 meses, o IGP-M já acumula alta de 32,02%. Em 2021, a alta já soma 9,89%.

“Todos os índices componentes do IGP-M recuaram em abril. A desaceleração da taxa de variação dos combustíveis orientou o recuo da inflação ao produtor e ao consumidor. Apesar disso, a variação do IGP-M avançou mais em 12 meses, tendência que deve continuar até o próximo mês, dado que o IGP-M havia subido apenas 0,28% em maio de 2020”, disse André Braz, Coordenador dos Índices de Preços, em nota divulgada pela FGV.

Mesmo que tenha desacelerado, o IGP-M ficou acima da média apontada por especialistas, de 1,38%. 


Saiba mais

IGP-10 desacelera graças a queda do preço de matérias-primas e sobe 1,58% em abril


Assim como outros índices inflacionários, o IGP-M é calculado de acordo com o peso de outros indicadores de preços de bens e serviços. Neste caso, leva-se em consideração o IPA, IPC e INCC:

  • Quanto ao Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) – 60% de peso: alta de 1,84% em abril, ante aos e 3,56% de março.
  • Quanto ao Índice de Preços ao Consumidor (IPC) – 30% de peso: alta de 0,44% em abril, ante aos 0,98% em março.
  • Quanto ao Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) – 10% de peso: alta de 0,95% em abril, ante aos 2% em março.

A FGV destaca um decréscimo de preço em três grupos que formam o IPC: Educação, Leitura e Recreação (0,02% março para -0,76% em abril), Habitação (0,53% para 0,39%) e Vestuário (0,18% para -0,03%).

No caso do IPA, a principal contribuição para a desaceleração parte do grupo Bens Finais (2,50% em março para 1,11% em abril). Dentro deste grupo, fica o destaque para o subgrupo ‘combustíveis para o consumo’ (18,64% para -1,08%).

Quer investir no mercado de ações mas não sabe por onde começar?

Preencha o formulário abaixo que um assessor da GX Investimentos irá ajudar em sua jornada a liberdade financeira
318 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
AÇÕESNotíciasRenda Variável

Ibovespa continua recuperação nesta sexta (14), mas encerra semana com perdas

1 minuto/s de leitura
Nesta sexta-feira (14), o Ibovespa continuou sua recuperação após o desastroso pregão de quarta, subindo 0,97% e indo a casa dos 121…
Notícias

SmartTech: o efeito ‘Elon Musk’ nas criptomoedas; PIX Cobrança começa a funcionar; Amazon anuncia frete grátis para compras internacionais; saiba das novidades da BugHunt, SpaceX e Google

4 minuto/s de leitura
Elon Musk e a polêmica das criptomoedas Por algum tempo, Elon Musk se tornou quase que um embaixador das criptomoedas. Isso porque…
Notícias

GIRO CORPORATIVO: Petrobras reverte prejuízos e lucra R$ 1,16 bilhão; Magazine Luiza lucra 739,7% a mais no 1T21; Renner tem prejuízos no trimestre; saiba mais sobre Itaú, IRB, Cogna e Taesa

5 minuto/s de leitura
Petrobras (PETR3, PETR4) A Petrobras divulgou seus resultados operacionais referentes ao 1T21 nesta quinta-feira (13). A estatal registrou R$ 1,16 bilhão em…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies