Educação Financeira

Conheça as principais certificações do mercado financeiro

3 minuto/s de leitura

O mercado financeiro é um mundo fantástico, onde conhecimento e força de vontade se unem para criar uma dinâmica incrível. Contudo, para se destacar no setor, só conhecimento e vontade não são suficientes.

Para quem deseja realmente desenvolver uma carreira, o mercado financeiro também demanda de inúmeras certificações para habilitar os profissionais para trabalhos específicos.

E não apenas aqueles que se interessam por trabalhar neste segmento. Conhecer as certificações é importante também para os clientes – que precisam saber a qual especialista recorrer, de acordo com as suas necessidades.

Para isso, vou desmistificar as principais certificações ligadas a investimentos que existentes hoje:


Ancord (AAI)

A certificação da Ancord (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias), é uma prova extremamente difícil, com um alto grau de reprovação. Os aprovados, no entanto, se tornam habilitados a trabalharem distribuindo aplicações financeiras.

Esta atividade, que está em um crescimento exponencial no mercado de trabalho, tem como objetivo auxiliar investidores –  pessoas físicas ou jurídicas – a encontrarem as melhores opções de investimentos correspondentes aos seus respectivos perfis.

Uma vez certificado o profissional solicita credenciamento a Ancord e, então, está apto de fato para atuar.

Quanto à forma de atuação, gosto de explicar fazendo relação com a profissão de advogado: Uma vez sendo aprovado no exame da Ordem (OAB), o novo advogado pode associar-se a um grande escritório de advocacia, ou abrir sua própria empresa.

O Agente Autônomo de Investimentos (AAI), também conhecidos como Assessor de Investimento, trabalha associado a uma empresa que por sua vez é vinculada a uma corretora de investimentos. Esse profissional tem ganhos ilimitados. Prestando um bom atendimento e apresentando boas oportunidades de aplicações financeiros as pessoas, o mesmo consegue ampliar gradativamente a sua “carteira” de clientes e, desta forma, aumentar seus ganhos. Existem, sim, assessores que chegam a ter remunerações bastante expressivas.


CFP

O CFP não é uma certificação obrigatória para nenhuma atividade no mercado financeiro.

Contudo, o CERTIFIED FINANCIAL PLANNER, possuí reconhecimento internacional, que prepara os profissionais para serem planejadores financeiros. A Planejar é a entidade certificadora e detentora dos direitos de uso da marca no Brasil. Segundo a mesma, aqueles que possuem a certificação podem orientar os investidores na alocação de investimentos por classe de ativos.

Porém, caso o profissional deseje fazer recomendações de ativos em específico, é preciso obter a licença de Consultor de Valores Mobiliários pela CVM.

Vale lembra que o “selo” CFP pode ser um diferencial relevante para ingressar no mercado de trabalho dentro do mundo financeiro.


CPA20

A CPA-20 é uma certificação emitida pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). É uma das certificações mais básicas para tornar-se um profissional na área financeira. Embora não habilite o profissional a fazer recomendações de investimentos, ela garante um certo grau de conhecimento sobre o assunto e é um pré requisito para trabalhar em segmentos alta renda e corporate dentro de bancos.


CNPI

Explicando de uma forma simples, a certificação CNPI é direcionada para profissionais que desejam ser analistas.

A certificação, que é administrada pela APIMEC, garante ao profissional poder fazer a confecção de relatórios, análises e tecer recomendações e comentários de investimentos como ações, fundos imobiliários, etc…

Ainda existem 3 categorias dentro desta certificação: CNPI para análise fundamentalista; CNPI-T para análise técnica; e CNPI-P para analista Pleno, que contempla ambos tipos de análises anteriormente citados.

Esses profissionais podem trabalhar em fundos de investimentos, casas de análise, bancos, corretoras de investimentos, companhias de capital aberto entre outros.


CFA

O CFA, ou Chartered Financial Analyst, é uma certificação de âmbito internacional que possibilita a pessoa a trabalhar como analista no mundo todo.

Ela é concedida pelo instituto norte-americano CFA Institute, que também é responsável pela avaliação dos candidatos. Trata-se de uma certificação considerada bastante difícil e por esse motivo é uma espécie de “passaporte global” para o mundo das finanças.

Os profissionais que possuem CFA podem atuar em Research’s, Hedge Funds, Empresas de seguros, Firmas de Private Equity entre outras. A prova acontece em três níveis e o candidato precisa ser aprovado em todos eles em sequência para obter o título.


CEA

 A CEA – Certificação de Especialista em Investimentos, também é emitida pela ANBIMA e permite ao profissional atuar da mesma forma dos que possuem CPA-10 ou CPA-20, porém com o complemento da indicação direta de investimentos.


CGA

O CGA pode ser o primeiro passo para quem deseja gerir um fundo de investimento no futuro. 

Ela habilita o profissional como Gestor de Investimentos, e esse por sua vez pode tomar decisões estratégicas de compra e venda de ativos financeiros, dentro da carteira dos seus clientes. Ela também é emitida pela ANBIMA.


E agora que você já conhece algumas das principais certificações de investimentos do mercado financeiro, pode se preparar para buscar aquela que possibilitará a você ingressar na profissão que tenha o melhor “fit” com o seu perfil ou ainda, para quem deseja auxílio em suas demandas financeiras, encontrar o profissional mais adequado para atende-las.

14 conteúdos

       
Sobre o autor
Willian Kahler é sócio e assessor financeiro responsável pela área de expansão da Messem Investimentos. No mercado há mais de 10 anos, Willian começou sua trajetória como assessor de investimentos certificado pela Ancord. Atraído pelo propósito de popularizar o conhecimento sobre o mercado financeiro e auxiliar pessoas a realizarem seus objetivos por meio do investimento fora dos bancos tradicionais, tornou-se destaque em sua função. Na empresa, foi responsável pelo desenvolvimento e transição de carreira de mais de 200 profissionais. Há cinco anos está à frente do trabalho de contratação e treinamento de novos assessores e como sócio é responsável pelas estratégias de expansão da Messem, uma das maiores empresas de assessoria financeira do Brasil, com mais de R$ 14 bilhões em custódia.
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
Educação Financeira

Entenda o que são moedas digitais e como elas vão revolucionar o mercado financeiro

5 minuto/s de leitura
Você sabe o que são moedas digitais? De modo simples e direto, uma moeda digital é aquela que foi criada e armazenada…
Educação Financeira

Azevedo e Travassos (AZEV4): Construindo Sonhos

2 minuto/s de leitura
Companhia atua no mercado brasileiro há quase 100 anos A longa trajetória da Azevedo e Travassos S.A, desde 1922, é destacada no…
Educação Financeira

Podcast Smart Time: 12º Episódio – Proteção patrimonial

1 minuto/s de leitura
Seja muito bem-vindo ao Smart Time, o podcast oficial da Smart Money! No episódio #12, Guilherme Guerreiro recebe Daniel Valente, sócio e head…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies