DestaqueEducação Financeira

Como filtrar informações sobre investimentos?

2 minuto/s de leitura

Bom, como nada no mundo dos investimentos possui uma resposta padronizada, desta vez não seria diferente. Depende da informação que você está buscando. Somente profissionais devidamente certificados e credenciados podem indicar ativos, porém não se exige nenhuma certificação para ser um educador financeiro. Vamos entender um pouco as exigências do mercado financeiro:

Educação financeira: como já dito, para ser um educador financeiro não é necessário nenhuma certificação específica, o que é preciso é ter habilidade com finanças, didática e capacidade de transmitir esse conhecimento de forma acessível a diferentes níveis de orientações. Esse profissional acaba sendo o principal multiplicador de conhecimentos acerca do assunto, até mesmo pela grande presença nas redes sociais.

Planejamento financeiro: não exige certificações, mas possuir alguma delas pode ser um grande diferencial para o profissional. A certificação internacional para esse tipo de atuação é o CFP (Certified Financial Planner) que pode ser obtido somente mediante experiência comprovada e aprovação em exame. Além disso, este profissional pode ser associado a Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros, o que acaba também se tornando um grande diferencial.

Especialista em investimentos: Para obter esse título o profissional deve ser aprovado no exame CEA (Certificado de Especialista em Investimentos) da Anbima, órgão autorregulador. Com isso, está autorizado a prestar consultoria financeira individual, desde que esteja cadastrado junto a CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Logo, não está autorizado a falar publicamente sobre investimentos, mas sim de forma individual através de consultorias.

Analista de investimentos: o analista deve passar no mínimo por dois exames aplicados pela Apimec. Podendo ser Analista Técnico, aquele que utiliza gráficos para sua análise; Analista Fundamentalista, que é aquele que se apoia nos números da empresa ou Analista Pleno, que utiliza das duas estratégias. 

Esse é o único profissional do mercado que tem o direito de fazer recomendações públicas de investimentos. Ao indicar uma determinada ação, por exemplo, o analista tem que esperar no mínimo 30 dias para operar esse mesmo ativo. Essa é uma medida de segurança da CVM para evitar possíveis manipulações de preços no mercado em benefício próprio ou de terceiros.

Punições

Quem estiver com atividades semelhantes à de um analista, mas sem credenciamento está sujeito a punição. Somente citar no post que “não é recomendação de investimento” ou “essas são minhas opiniões pessoais” não é suficiente. Em caso de infração, o infrator pode ser denunciado ao Ministério Público. 

A denúncia pode e deve ser feita por qualquer pessoa, através do site da CVM. A exclusão de pessoas mal intencionadas desse meio diminui o risco de fraudes e manipulações visando benefício específico, tornando o mercado mais atrativo e seguro para novos investidores, objetivo de todo profissional que atua de forma correta.

31 conteúdos

       
Sobre o autor
Bacharel em Engenharia Elétrica e especialista em Engenharia de Produção (PUC-MG), me interessei pelo mercado financeiro em 2016 e desde então não paro de me aprofundar. Atualmente tenho Certificação de Especialista em Investimentos pela Associação Brasileira de Entidades do Mercado Financeiro e de Capitais (ANBIMA) e  de Analista CNPI-T credenciada pela Apimec. Atuo como Especialista em Investimentos e Educadora Financeira.
       Conteúdos
Conteúdos relacionados
ArtigosCuriosidadesEducação Financeira

VGBL

3 minuto/s de leitura
A Previdência Privada Aberta geralmente é conhecida por 2 tipos: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre); VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre);…
Educação Financeira

Aprenda a investir em Bitcoin de forma simples e rápida

4 minuto/s de leitura
Você viu que o Bitcoin (BTC) bateu recorde de valor nesta semana?  A criptomoeda mais badalada do mundo crypto passou de US$ 66 mil de valor…
Educação Financeira

Se prepare para dar tchau para suas notas de R$ 100: o futuro é digital

4 minuto/s de leitura
Não faz tanto tempo assim que o dinheiro como conhecemos hoje saiu do chamado “padrão-ouro”, quando um grande acordo monetário definiu que todas as moedas…

15 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies