Giro Internacional

Biden e Xi Jinping têm primeira conversa em 7 meses; Rússia aprova plano de cooperação com Belarus; mercado internacional e mais

4 minuto/s de leitura

BIDEN E XI JINPING TÊM PRIMEIRA CONVERSA EM 7 MESES 

Nesta quinta-feira (09), Joe Biden e Xi Jinping tiveram sua primeira reunião em 7 meses. Por telefone, os presidentes de Estados Unidos e China discutiram a responsabilidade de ambos em garantir que a concorrência entre as duas maiores potências do mundo não resulte em um conflito. 

Segundo comunicado divulgado pela Casa Branca ainda ontem, “os dois líderes tiveram uma discussão ampla e estratégica na qual discutiram as áreas em que nossos interesses convergem e as áreas em que nossos interesses, valores e perspectivas divergem”. A nota da Casa Branca ainda aponta que a discussão faz parte do esforço do presidente americano de administrar a concorrência entre as duas potências de forma responsável. 

“Observando que a China e os Estados Unidos são, respectivamente, o maior país em desenvolvimento e o maior país desenvolvido, Xi destacou que o fato de eles conseguirem lidar com sua relação tem um impacto sobre o futuro do mundo, e é uma questão de século para o qual os dois os países devem fornecer uma boa resposta. 

A Xinhua, agência de notícias da República Popular da China, afirmou que Xi manteve uma ampla discussão estratégica com o presidente norte-americano. Segundo a agência, China e Estados Unidos são diretamente responsáveis pelo destino do mundo inteiro. 

”Observando que a China e os Estados Unidos são, respectivamente, o maior país em desenvolvimento e o maior país desenvolvido, Xi destacou que o fato de eles conseguirem lidar com sua relação tem um impacto sobre o futuro do mundo, e é uma questão de século para o qual os dois os países devem fornecer uma boa resposta”, apontou a agência Xinhua. 

A relação entre os dois países se desgastou nos últimos anos, marcados pela gestão de Donald Trump na Casa Branca. Em fevereiro, conversas iniciais entre os dois líderes não se mostraram produtivas. 

RÚSSIA APROVA PLANO DE COOPERAÇÃO COM BELARUS 

O primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin, anunciou nesta sexta-feira (10) que o Conselho dos Ministros do Estado da União aprovou o plano de maior integração entre os governos da Rússia e Belarus. 

“A reunião do Conselho dos Ministros do Estado da União acabou de ser concluída. A coisa mais importante é que a decisão sobre o aprofundamento da integração com base nos capítulos concordados foi totalmente aprovada”, apontou o premiê russo. 

Ontem, os presidentes Vladimir Putin e Aleksandr Lukashenko se reuniram para discutir os últimos pontos do acordo de união entre as duas nações. O acordo está baseado em 28 diretrizes, que vão desde pautas tributárias até a realização conjunta de exercícios militares. 

Segundo o presidente russo, a união entre Rússia e Belarus deve uniformizar taxas alfandegárias e parte da carga tributária nos dois países. A primeira etapa será a unificação do sistema de abastecimento de energia, com a Rússia enviando gás natural para o país vizinho. Segundo o The Guardian, o governo russo ainda fará um empréstimo de US$ 630 milhões a Belarus – o país enfrenta uma grave crise econômica. 

O premiê bielorrusso, Roman Golovchenko, afirmou que o acordo deve trazer bons resultados para a economia do país. “Segundo nossas estimativas, só o efeito direto da implementação do pacote de integração deve levar Belarus a um crescimento do PIB de cerca de US$ 1 bilhão, sem contar as oportunidades adicionais para o business bielorrusso no mercado russo que serão criados durante a implementação dos programas firmados sobre o Estado da União”, apontou. 

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, apontou que o principal objetivo do acordo para o país é combater as sanções impostas contra o governo do país vizinho após as eleições do ano passado. 

Em 2020, Lukashenko foi reeleito presidente de Belarus sobre pesadas acusações de fraudes no pleito. No poder desde 1994, ele é tipo pela comunidade internacional como o “último ditador da Europa”. Há anos, Putin se coloca como um dos principais aliados de Lukashenko na Europa. 

“Tudo o que fizemos hoje em nome dos presidentes é a melhor resposta à política das sanções. É bem conhecido o uso do bastão das sanções a qualquer momento e por qualquer motivo”, apontou Lavrov em entrevista à agência RIA Novosti. 

EX-PRESIDENTE PORTUGUÊS JORGE SAMPAIO MORRE AOS 81 ANOS 

Nesta sexta-feira, faleceu em Lisboa o ex-presidente de Portugal Jorge Sampaio. Aos 81, sofria de problemas cardíacos e estava internado desde agosto no Hospital de Santa Cruz com dificuldades respiratórias. O país decretou luto oficial de três dias a partir de amanhã (11). 

“Jorge Sampaio nos deixou hoje com uma dupla herança, composta de liberdade mas também de igualdade”, afirmou o atual presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa. “Homem de construção de pontes, homem de ideias”, apontou. 

Um dos principais líderes no processo de redemocratização no país após a Revolução dos Cravos (1978), Jorge Sampaio foi deputado por entre as décadas de 1970 e 1980. Em 1989, assumiu como secretário-geral do Partido Socialista português. 

Foi presidente da Câmara Municipal de Lisboa de 1990 a1995 e presidente da República por dois mandatos, entre 1996 a 2006. Entre 007 e 2013, foi alto representante da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Aliança das Civilizações. Ele foi ainda enviado especial da entidade no combate à tuberculose. 

Desde 2013, presidia a Plataforma Global para os Estudantes Sírios, fundada por ele para amparar jovens que ficaram sem acesso à educação por conta dos conflitos na região. 

BOLSAS E CÂMBIO 

Confira os números do mercado europeu: 

  • STOXX 600 (STOXX): -0,27% (466,43) 
  • DAX (GDAXI): -0,09% (15.609,81) 
  • FTSE 100 (FTSE): +0,07% (7.029,20) 
  • CAC 40 (FCHI): -0,31% (6.662,77) 
  • FTSE MIB (FTMIB): -0,86% (25.686,47) 

Confira os números do mercado asiático: 

  • Hang Seng (HK50): +1,91% (26.205,91)  
  • KOSPI (KS11): +0,36% (3.125,76) 
  • Shanghai Composto (SSEC): +0,27% (3.703,11)  
  • Nikkei 225 (N225): +1,25% (30.381,84) 
  • Shanghai Shenzhen CSI 300 (CSI300): +0,88% (5.013,52) 

Confira os números do mercado norte-americano: 

  • Dow Jones (DJI): -0,78% (34.607,72) 
  • S&P 500 (SPX): -0,77% (4.458,58) 
  • Nasdaq Composto (IXIC): -0,87% (15.115,50) 

Confira a cotação das principais moedas estrangeiras: 

  • Dólar: +0,84% (R$ 5,26)  
  • Euro: +0,71% (R$ 6,22) 

Imagem em destaque: O Globo / divulgação 

560 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos
Conteúdos relacionados
Giro Internacional

Banco Central chinês declara ilegal todas as transações com criptomoedas; Irã anuncia volta às negociações sobre acordo nuclear; mercado internacional em baixa

3 minuto/s de leitura
BANCO CENTRAL CHINÊS DECLARA ILEGAL TODAS AS TRANSAÇÕES COM CRIPTOMOEDAS  O Banco Popular da China anunciou nesta sexta-feira (24) que todas as…
Giro Internacional

Argélia fecha espaço aéreo para Marrocos; Maduro afirma que Venezuela é vítima de perseguição; mercado internacional e mais

5 minuto/s de leitura
ARGÉLIA FECHA ESPAÇO AÉREO PARA MARROCOS  Nesta quarta-feira (22), o governo da Argélia anunciou que fechou o seu espaço aéreo para aeronaves (civis…
Giro Internacional

Talibã nomeia embaixador na ONU e pede para falar na Assembleia Geral; Tribunal condena Rússia por envenenamento de ex-espião; mercado internacional e mais

4 minuto/s de leitura
TALIBÃ NOMEIA EMBAIXADOR NA ONU E PEDE PARA FALAR NA ASSEMBLEIA GERAL  Nesta terça-feira (21), o Talibã nomeou o novo embaixador afegão…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies