Giro Internacional

Estados Unidos divulgam documentos sobre o 11 de setembro; Talibã confirma que mulheres poderão frequentar universidades no Afeganistão; mercado internacional e mais

6 minuto/s de leitura

ESTADOS UNIDOS DIVULGAM DOCUMENTOS SOBRE O 11 DE SETEMBRO 

Neste sábado (11), aniversário de 20 anos dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, o FBI divulgou os primeiros documentos sigilosos a respeito da sua investigação sobre os ataques. Os arquivos, que investigam o envolvimento do governo da Arábia Saudita com o atentado, foram divulgados após ordem executiva do presidente Joe Biden. 

Parentes das vítimas pedem há anos a liberação dos documentos, parte deles havia inclusive pedido que Biden não comparecesse aos eventos em memória das vítimas a menos que os mesmos fossem divulgados. Segundo eles, o governo saudita teria conhecimento prévio dos ataques e não agiu para impedir o sequestro das aeronaves. A embaixada saudita em Washington nega qualquer envolvimento do governo com os ataques e também era favorável à divulgação dos documentos. 

Dos 19 terroristas que sequestraram as aeronaves no dia 11 de setembro de 2001, 15 eram sauditas. Os documentos divulgados no aniversário do atentado revelam que eles entraram em contato com diversos cidadãos sauditas nas vésperas dos ataques. Não há, porém, evidência de participação do governo saudita nestas comunicações. 

Para Terry Strada, esposa de uma vítima dos ataques e representante da organização 9/11 Families United, os documentos deixam evidente a participação saudita no atentado. “Agora os segredos dos sauditas foram expostos e já passou da hora de o Reino assumir o papel de seus agentes no assassinato de milhares em solo americano”, apontou Terry em um comunicado. 

Na manhã do dia 11 de setembro de 2001, terroristas sequestraram quatro aviões comerciais nos Estados Unidos. Dois deles colidiram contra as Torres Gêmeas, no complexo do World Trade Center em Manhattan, Nova York. Após as colisões, os prédios desmoronaram em menos de duas horas. 

Uma terceira aeronave colidiu contra o Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA em Arlington – cidade no entorno de Washington, D.C. Uma quarta aeronave caiu em um campo aberto no estado da Pensilvânia após confronto entre terroristas e passageiros. 

Os ataques fizeram, ao todo, 2.996 vítimas, incluindo os 19 sequestradores. Não houveram sobreviventes entre os passageiros das aeronaves. A autoria do ataque foi assumida pelo grupo terrorista al-Qaeda, liderado então por Osama bin Laden, que foi morto em uma missão militar norte-americana no Paquistão em 2011. 

Em resposta aos ataques de 11 de setembro de 2001, tropas ocidentais lideradas pelos EUA invadiram o Afeganistão ainda em 2001. A ocupação foi parte da caçada a Osama bin Laden e como forma de minar a presença da al-Qaeda na região do Afeganistão e do Paquistão. 

A Guerra do Afeganistão foi encerrada com a retirada das tropas americanas do Afeganistão, operação concluída no dia 30 de agosto deste ano. O conflito foi o confronto armado mais duradouro com envolvimento dos EUA fora do próprio território. 

TALIBÃ CONFIRMA QUE MULHERES PODERÃO FREQUENTAR UNIVERSIDADES NO AFEGANISTÃO 

Abdul Baqui Haqqani, ministro de Ensino Superior do novo governo afegão, confirmou neste domingo (12) que mulheres poderão frequentar universidades no país, ainda que separadas dos homens. Segundo Haqqani, as aulas mistas foram impostas por um governo de viés ocidental e vão contra os princípios do Islã. 

“Isso não representa nenhum problema para nós. São muçulmanos e vão aceitar isso. Decidimos separar (homens e mulheres) porque as classes mistas são contrárias aos princípios do Islã e às nossas tradições”, apontou. 

O novo ministro ainda apontou que garantir a educação do povo afegão faz parte do compromisso firmado pelo Talibã ao assumir o controle do país. Segundo ele, as universidades são o pilar da reconstrução do Afeganistão. “A partir de agora, a responsabilidade pela reconstrução do país cabe às universidades. E estamos esperançosos, porque o número de universidades aumentou consideravelmente”. 

“Isso nos deixa otimistas para o futuro, para construir um Afeganistão próspero e autônomo. Devemos fazer bom uso dessas universidades”, aponta, mostrando satisfação pelo aumento no número de universidades no país desde a primeira passagem do Talibã no poder. 

As classes mistas, no entanto, preocupam algumas universidades afegãs. As instituições afirmam não ter condições financeiras e estruturais para cumprir a determinação do novo governo. Há ainda o receio que os afegãos comecem a deixar o país para estudar no exterior por conta da segregação nas classes. 

O Talibã, grupo extremista islâmico, está no controle do Afeganistão desde o dia 15 de agosto. É a segunda passagem da organização pelo poder no país, a outra ocorrendo entre os anos de 1996 e 2001, sendo finalizada com a ocupação norte-americana no Afeganistão. 

Na ocasião, o Talibã reprimiu diversos direitos das mulheres ao longo dos seus 5 anos de governo, entre eles o direito de estudar e sair de casa sem companhia. Agora, o grupo afirma estar disposto a governar o país com uma abordagem mais diplomática, se comprometendo a respeitar uma série de direitos conquistados no país ao longo dos últimos 20 anos. 

Enquanto a garantia de educação para as mulheres é vista como um aceno ao ocidente de que o grupo está disposto a construir relações diplomáticas com o exterior, o novo governo afegão já reprimiu de forma violenta protestos no país. Na semana passada, tropas do Talibã dispersaram uma multidão de manifestantes com tiros para o alto na capital Cabul. 

EM PORTUGAL, USO DE MÁSCARAS NA RUA NÃO É MAIS OBRIGATÓRIO 

A partir de hoje (13), a utilização de máscaras ao livre não é mais obrigatório em Portugal. Com 79% da população totalmente vacinada, o uso de máscara permanece recomendado em ambientes onde ocorram aglomerações e ainda é obrigatório em ambientes fechados. 

“A sua utilização na rua é também recomendada para pessoas mais vulneráveis, com doenças crônicas ou estados de imunossupressão com risco acrescido para Covid-19 grave, sempre que circulem fora do local de residência ou permanência habitua”, apontou a Direção-Geral de Saúde de Portugal. 

Nas escolas, o uso de máscara é obrigatório para funcionários e alunos a partir dos 10 anos de idade. Pessoas com diagnóstico positivo ou com suspeita de Covid-19 também serão obrigadas a usar máscara em público. 

Atualmente, Portugal é o país com maior parcela da população totalmente vacinada. 79,9% dos portugueses já tomaram as duas doses de imunizantes contra o novo coronavírus, o equivalente a pouco mais de 8 milhões de pessoas. 

PENTÁGONO: NOVO MÍSSIL NORTE-COREANO AMEAÇA COMUNIDADE INTERNACIONAL 

(Agência Brasil) O Pentágono disse hoje (13), em nota, que o lançamento de um novo míssil de cruzeiro de longo alcance pela Coreia do Norte representa “uma ameaça” aos países vizinhos e à comunidade internacional. 

Segundo o comunicado, a atividade mostra o desenvolvimento contínuo do programa nuclear da Coreia do Norte e as ameaças que isso representa para os vizinhos e para a comunidade internacional”, afirmou o Pentágono. 

Os Estados Unidos (EUA) “vão continuar a acompanhar a situação e a consultar de perto os seus aliados e parceiros”, acrescentou, na nota, o Comando Indo-Pacífico norte-americano. 

Os EUA reiteraram ainda o compromisso, “resistente a todas as provas”, de defender a Coreia do Sul e o Japão contra Pyongyang. 

Cerca de 28,5 mil soldados norte-americanos estão no sul da península. 

A Coreia do Norte executou com sucesso teste com novo “míssil de cruzeiro de longo alcance” no fim de semana, anunciou a agência oficial de notícias norte-coreana KCNA. 

Os disparos do teste, feito no sábado e no domingo, ocorreram na presença de autoridades norte-coreanas, informou a KCNA, que também confirmou o êxito dos ensaios. 

Os mísseis percorreram trajetória de 1,5 mil quilômetros, antes de atingir o alvo, não especificado pela agência. 

Diversas resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) proíbem a Coreia do Norte de prosseguir com os seis programas de armamento nuclear e de mísseis balísticos. 

Apesar de atingido por múltiplas sanções internacionais, o país reforçou nos últimos anos a capacidade militar, sob a liderança de Kim Jong-un. 

A Coreia do Norte fez diversos ensaios nucleares e testou com sucesso mísseis balísticos capazes de atingirem os Estados Unidos. 

BOLSAS E CÂMBIO 

Confira os números do mercado europeu: 

  • STOXX 600 (STOXX): +0,29% (467,70) 
  • DAX (GDAXI): +0,59% (15.701,42) 
  • FTSE 100 (FTSE): +0,56% (7.068,43) 
  • CAC 40 (FCHI): +0,20% (6.676,93) 
  • FTSE MIB (FTMIB): +0,93% (25.925,73) 

Confira os números do mercado asiático: 

  • Hang Seng (HK50): -1,50% (25.813,81)  
  • KOSPI (KS11): +0,07% (3.127,86)  
  • Shanghai Composto (SSEC): +0,33% (3.715,37)  
  • Nikkei 225 (N225): +0,22% (30.447,37)  
  • Shanghai Shenzhen CSI 300 (CSI300): -0,44% (4.991,66)   

Confira os números do mercado norte-americano: 

  • Dow Jones (DJI): +0,76% (34.869,63) 
  • S&P 500 (SPX): +0,23% (4.468,73) 
  • Nasdaq Composto (IXIC): -0,07% (15.105,60) 

Confira a cotação das principais moedas estrangeiras: 

  • Dólar: -0,81% (R$ 5,22)  
  • Euro: -0,85% (R$ 6,16) 

Imagem em destaque: G1 / divulgação 

560 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos
Conteúdos relacionados
Giro Internacional

Banco Central chinês declara ilegal todas as transações com criptomoedas; Irã anuncia volta às negociações sobre acordo nuclear; mercado internacional em baixa

3 minuto/s de leitura
BANCO CENTRAL CHINÊS DECLARA ILEGAL TODAS AS TRANSAÇÕES COM CRIPTOMOEDAS  O Banco Popular da China anunciou nesta sexta-feira (24) que todas as…
Giro Internacional

Argélia fecha espaço aéreo para Marrocos; Maduro afirma que Venezuela é vítima de perseguição; mercado internacional e mais

5 minuto/s de leitura
ARGÉLIA FECHA ESPAÇO AÉREO PARA MARROCOS  Nesta quarta-feira (22), o governo da Argélia anunciou que fechou o seu espaço aéreo para aeronaves (civis…
Giro Internacional

Talibã nomeia embaixador na ONU e pede para falar na Assembleia Geral; Tribunal condena Rússia por envenenamento de ex-espião; mercado internacional e mais

4 minuto/s de leitura
TALIBÃ NOMEIA EMBAIXADOR NA ONU E PEDE PARA FALAR NA ASSEMBLEIA GERAL  Nesta terça-feira (21), o Talibã nomeou o novo embaixador afegão…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies