Internacional

EUA aceitarão viajantes vacinados com CoronaVac; Guterres cobra Talibã por promessas não cumpridas; mercado internacional e mais

3 minuto/s de leitura

EUA ACEITARÃO VIAJANTES VACINADOS COM CORONAVAC 

A agência Reuters revelou na sexta-feira (08) que o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos passará a aceitar a entrada de viajantes vacinados com todos os imunizantes aprovados para uso emergencial pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Agora, os Estados Unidos passarão a aceitar viajantes vacinados com o imunizante CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac. A notícia tem grande impacto para viajantes brasileiros, uma vez que a CoronaVac, distribuída no Brasil através do Instituto Butantan, é a segunda vacina mais aplicada em território brasileiro. 

A maioria dos países só aceita viajantes vacinados com imunizantes aprovados por suas respectivas agências reguladoras. No caso dos EUA, o órgão responsável é a agência federal Food and Drug Administration (FDA). 

Agora, no entanto, o governo norte-americano aceitará viajantes vacinados tanto com as vacinas aprovadas pela FDA quanto com imunizantes aprovados pela OMS. No momento, as vacinas aprovadas para uso emergencial pela OMS são: CoronaVac, Pfizer/BioNTech, AstraZeneca, Janssen, Moderna e Sinopharm. 


Saiba mais

Para Antônio Da Luz, o agronegócio brasileiro é “viciado em tecnologia”


GUTERRES COBRA TALIBÃ POR PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS 

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, acusou nesta segunda-feira (11) o Talibã de não cumprir as promessas feitas ao assumir o poder no Afeganistão, principalmente no que diz respeito ao direito das mulheres. 

“Estou especialmente preocupado ao ver que as promessas feitas às mulheres e meninas afegãs pelos talibãs não estão sendo cumpridas”, apontou em entrevista coletiva. “Faço um apelo enérgico aos talibãs para que mantenham suas promessas às mulheres e meninas e cumpram suas obrigações em virtude dos direitos humanos internacionais e o direito humanitário”. 

As declarações do chefe da ONU ocorrem em um momento em que lideranças do Talibã se encontram em Doha, no Catar, com autoridades do Ocidente para discutir o reconhecimento do governo do grupo no Afeganistão. 

No domingo, o porta-voz político do Talibã, Suhail Shaheen, não aceitou a possibilidade de colaborar com os Estados Unidos no combate ao Estado Islâmico Khorasan, braço do EI na região que têm reivindicado a autoria de diversos ataques desde que o Talibã assumiu o controle do Afeganistão. 

Amanhã (12), o encontro será com representantes da União Europeia (UE), conforme informado pelo novo ministro de Relações Exteriores afegão, Amir Khan Muttaqi. Para Guterres, apesar do Talibã apresentar uma ameaça aos direitos humanos, é necessário que países mais desenvolvidos injetem dinheiro no Afeganistão para evitar um colapso econômico e humanitário no país. 

MERCK PEDE AUTORIZAÇÃO DE USO EMERGENCIAL PARA COMPRIMIDO CONTRA COVID-19 

A farmacêutica alemã Merck entrou com pedido nesta segunda-feira para que a Food and Drug Administration (FDA), agência regulatória dos Estados Unidos, autorize o uso emergencial do seu comprimido contra a Covid-19. 

Caso aprovado, o remédio será administrado em adultos com grande risco de evoluir para um quadro grave da doença. Será também o primeiro medicamento em forma de comprimido a ser aprovado para uso contra a Covid-19. 

A Merck havia anunciado no dia 1º de outubro que o medicamento batizado de molnupiravir, reduziu em até 50% os casos graves e mortes causados pela Covid-19. 

Nos EUA, existem atualmente três tratamentos de anticorpos aprovados pela FDA. No entanto, apesar de altamente eficazes, os mesmos são extremamente caros, de difícil produção e requerem o manuseio de um profissional de saúde e equipamento específico para a condução da aplicação. 

Também hoje, a britânica AstraZeneca divulgou dados do estudo de seu coquetel contra a Covid-19. Segundo os dados, AZD7442 também reduz em 50% a chance de um paciente sintomático desenvolver um quadro grave ou falecer por conta da Covid-19. 

BOLSAS E CÂMBIO 

Confira os números do mercado europeu: 

  • STOXX 600 (STOXX): -0,08% (457,16) 
  • DAX (GDAXI): -0,05% (15.199,14) 
  • FTSE 100 (FTSE): +0,72% (7.146,85) 
  • CAC 40 (FCHI): +0,16% (6.570,54) 
  • FTSE MIB (FTMIB): -0,46% (25.930,46) 

Na Ásia, o índice coreano KOSPI não abriu não abriu nesta segunda-feira, sendo o único “desfalque” do continente. Confira os números do mercado asiático: 

  • Hang Seng (HK50): +1,96% (25.325,09)   
  • KOSPI (KS11): 0,00% (2.956,30) 
  • Shanghai Composto (SSEC): -0,01% (3.591,71)   
  • Nikkei 225 (N225): +1,60% (28.498,20)   
  • Shanghai Shenzhen CSI 300 (CSI300): +0,13% (4.936,19) 

Confira os números do mercado norte-americano: 

  • Dow Jones (DJI): -0,72% (34.496,06) 
  • S&P 500 (SPX): -0,69% (4.361,19) 
  • Nasdaq Composto (IXIC): -0,64% (14.486,20) 

Confira a cotação das principais moedas estrangeiras:  

  • Dólar: +0,38% (R$ 5,53) 
  • Euro: +0,20% (R$ 6,39) 

Imagem em destaque: G1 / divulgação 

605 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos
Conteúdos relacionados
Internacional

Contra Covid-19, Moscou adotará lockdown a partir da próxima semana

2 minuto/s de leitura
O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, anunciou nesta quinta-feira (21) que a capital da Rússia voltará a adotar um lockdown para conter o avanço da…
FechamentoInternacional

Evergrande dita o ritmo, e bolsas da Europa e Ásia fecham em queda nesta quinta (21)

1 minuto/s de leitura
A incorporadora chinesa Evergrande continua causando barulho no mercado financeiro. Após a gigante do setor imobiliário, que possui mais de US$ 300 bilhões em dívidas, desistir…
Internacional

Produção de combustíveis fósseis é incompatível com metas do Acordo de Paris, aponta ONU

2 minuto/s de leitura
A Organização das Nações Unidas (ONU) publicou nesta quarta-feira (20), o relatório anual do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies