Notícias

Argentina congela os preços de mais de 1.000 produtos da cesta básica por 90 dias

1 minuto/s de leitura

Em meio a uma crise e uma inflação altíssima, o governo argentino de Alberto Fernández anunciou que negociou com o setor industrial do país o congelamento de mais de 1.245 produtos da cesta básica por 90 dias. 

As informações foram divulgadas pelo jornal Clarín, que também informou que o secretário do Comércio do país, Roberto Feletti, pediu para que as empresas enviem as tabelas de preços com a data fixada no dia 1 de outubro. O congelamento dos preços deve durar até o dia 7 de janeiro. 

Atualmente, a Argentina é o país que registra a inflação mais alta entre os países do G20, somando 51,4% de alta nos preços nos últimos 12 meses. O país também possui 17 milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza em meio a uma crise econômica que só se agravou durante a pandemia de COVID-19. 

A medida aplicada pelo governo de Fernández também acontece a poucos dias das eleições legislativas do país, marcadas para acontecer no dia 14 de novembro. De forma imediata, a manutenção do poder de compra da população deve beneficiar a imagem de um governo que ficou corroída. 


Saiba mais

Por que o mundo está tão preocupado com a inflação?


Na visão de especialistas econômicos, o congelamento de preços é uma medida ineficaz. No Brasil, esse mesmo processo aconteceu durante a escalada da inflação durante o Plano Cruzado, em 1986, Plano Bresser em 1987, Plano Verão de 1989 e Plano Collor em 1990. 

Mais recentemente, durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff, o governo promoveu o congelamento no preço da gasolina. 

Na Argentina, inúmeros congelamentos de preços foram aplicados durante a crise da inflação de 1952. Em 2020, em plena pandemia de COVID-19, o preço de mais de 23 mil produtos foi congelado por um tempo. 

Em todos os casos, a eficácia da medida é questionada por não ter solucionado o problema da escalada dos preços. 

Foto: Reuters / Reprodução

761 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos
Conteúdos relacionados
Notícias

1 ano de SM: Confira nossas lives especiais de aniversário sobre a retrospectiva do ano e as perspectivas para 2022

2 minuto/s de leitura
Outubro é um mês especial para a Smart Money, seu portal confiável de investimentos.  Estamos completando 1 ano de vida no mês de outubro. São 12 meses repletos…
Notícias

Relator da reforma do Imposto de Renda diz que vai abandonar a tributação de dividendos

2 minuto/s de leitura
O relator da segunda parte da Reforma Tributária, senador Angelo Coronel (PSD-BA), que trata de alterações no Imposto de Renda (IR), anunciou nesta semana…
Notícias

BCE diz que estímulos já tem data para acabar e risco de inflação alta aumentou

1 minuto/s de leitura
Segundo Bostjan Vasle, membro do Banco Central Europeu (BCE), os pacotes de estímulos da entidade financeira que marcaram o difícil período da pandemia de COVID-19 já têm data…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies