Internacional

ONU e OMS anunciam nova estratégia de vacinação contra Covid-19; Presidente do Peru anuncia novo gabinete; mercado internacional e mais

4 minuto/s de leitura

ONU E OMS ANUNCIAM NOVA ESTRATÉGIA DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 

A Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciaram nesta quinta-feira (07) a nova Estratégia de Vacinação Global. O objetivo agora é vacinar pelo menos 40% da população mundial contra Covid-19 até o final deste ano. 

Para cumprir o objetivo, as entidades consideram essencial contar com o apoio dos países mais ricos para diminuir a desigualdade na distribuição de imunizantes e nível mundial. 

Segundo anunciado, serão necessários US$ 18 bilhões para colocar a nova estratégia de imunização em prática. Até meados de 2022, o objetivo é ter 70% da população vacinada contra a Covid-19. 

A nova estratégia de imunização foi anunciada em entrevista coletiva virtual diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, e o secretário-geral da ONU, António Guterres. 

“Com a produção de vacinas agora em quase 1,5 bilhão de doses por mês, podemos alcançar 40% das pessoas em todos os países até o fim do ano – se pudermos mobilizar cerca de US$ 18 bilhões para garantir que a distribuição seja equitativa”, apontou Guterres. 

“A concentração (de vacinas) nas mãos de alguns países e empresas levou a uma catástrofe global, com os ricos protegidos enquanto os pobres permanecem expostos a um vírus mortal. Ainda podemos atingir as metas para este ano e no próximo, mas isso exigirá um nível de compromisso político, ação e cooperação, além do que vimos até agora”, complementou Ghebreyesus. 

O objetivo da OMS é incentivar a implantação de um plano global de vacinação. Guterres tem incentivado os países-membro 

PRESIDENTE DO PERU ANUNCIA NOVO GABINETE 

O presidente do Peru, Pedro Castillo, anunciou nesta quarta-feira a renúncia do primeiro-ministro do país, Guido Bellido Ugarte, e de todo gabinete ministerial. O anúncio foi feito por Castillo na televisão estatal peruana e pegou a todos de surpresa no país. 

“Informo ao país que no dia de hoje aceitamos a renúncia do presidente do Conselho de Ministros, Guido Bellido Ugarte, a quem agradeço pelos serviços prestados”, apontou o presidente do Peru. A renúncia de Bellido Ugarte acontece apenas dois meses após o premier assumir o cargo. Segundo ele, a renúncia foi feita a pedido do presidente Pedro Castillo. 

“Tendo cumprido todas as funções correspondentes à instituição, apresento minha irrevogável renúncia ao cargo da Presidência do Conselho de Ministros conforme o senhor solicitou”, apontou Bellido em carta divulgada pela imprensa peruana. 

Segundo Castillo, a decisão pelo afastamento do premiê peruano acontece em favor da governabilidade. O presidente ainda pediu união dos peruanos, apontando que a recuperação da economia do país depende da união de todos os setores da sociedade. “É um momento de colocar o Peru acima de toda ideologia e posições partidárias”, declarou Castillo. 

Hoje, Pedro Castillo empossou Mirtha Vásquez ao cargo de premiê. Mirtha é ex-líder da esquerda no Congresso peruano e chega para deixar o gabinete presidencial mais “moderado”. 

ONU PEDE ALÍVIO DE SANÇÕES À COREIA DO NORTE 

Tomas Ojea Quintana, relator especial da Organização das Nações Unidas sobre direitos humanos, fez um pedido à ONU nesta quinta-feira (07) a atenuação das sanções impostas a Coreia do Norte. Segundo Quintana, o país asiático corre risco de passar por crises humanitárias, como fome. 

“As sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU devem ser revistas e flexibilizadas quando necessário, tanto para facilitar a assistência humanitária e de salvamento de vidas, como para permitir a promoção do direito a um nível de vida adequado dos cidadãos comuns”, apontou. 

O governo norte-coreano não reconhece a autoridade de Quintana e tampouco comentou a declaração do relator. No entanto, o regime de Kim Jong-un admite que o país passa por dificuldades de acesso à alimentos, por conta de desastres naturais e o impacto da Covid-19 na economia do país. 

“O acesso das pessoas à comida é uma preocupação séria, e as crianças e os idosos mais vulneráveis correm risco de passar fome”, apontou Quintana. Segundo ele, o acesso a suprimentos médicos e a inflação também têm grande impacto 

“Remédios e suprimentos medicinais essenciais estão escassos, os preços aumentaram várias vezes à medida que pararam de chegar da China e organizações humanitárias não têm conseguido levar remédios e outros suprimentos”, disse. 

REINO UNIDO ALIVIA REGRAS PARA VIAJANTES DE PAÍSES COMO BRASIL E ÍNDIA 

(Agência Brasil) O Reino Unido facilitará a chegada de pessoas de países como Índia, Brasil e Turquia e descartará os rígidos requisitos de quarentena para a covid-19 para 47 destinos, incluindo a África do Sul, na próxima segunda-feira (11), no último estágio de relaxamento das regras. 

O setor de turismo no Reino Unido perdeu essencialmente dois verões inteiros depois que as restrições de viagens impostas para conter a disseminação da covid-19 impediram muitas pessoas de sair de férias. 

Companhias aéreas como a Ryanair e a EasyJet disseram que testes caros e restrições que mudam com frequência atrasaram qualquer recuperação, deixando o setor no país atrás de seus pares europeus. 

Na quinta-feira (30), o ministro dos Transportes, Grant Shapps, disse que removeria 47 destinos da lista vermelha que exigia que os viajantes ficassem dez dias em quarentena em um hotel. Sete países permanecem na lista, incluindo Colômbia, Equador, Panamá e Venezuela. 

“Restaurar a confiança das pessoas nas viagens é a chave para reconstruir nossa economia e nivelar este país”, disse. “Com menos restrições e mais pessoas viajando, todos nós podemos continuar avançando com segurança em nosso caminho de recuperação.” 

BOLSAS E CÂMBIO 

Confira os números do mercado europeu: 

  • STOXX 600 (STOXX): +1,61% (458,58) 
  • DAX (GDAXI): +1,85% (15.250,86) 
  • FTSE 100 (FTSE): +1,17% (7.078,04) 
  • CAC 40 (FCHI): +1,65% (6.600,19) 
  • FTSE MIB (FTMIB): +1,51% (25.992,29) 

Na Ásia, hoje foi o último dia com os índices chineses fechados. Confira os números do mercado asiático: 

  • Hang Seng (HK50): +3,07% (24.701,73) 
  • KOSPI (KS11): +1,76% (2.959,46)  
  • Shanghai Composto (SSEC): 0,00% (3.642,22 pontos)  
  • Nikkei 225 (N225): +0,54% (27.678,21) 
  • Shanghai Shenzhen CSI 300 (CSI300): 0,00% (4.853,20) 

Confira os números do mercado norte-americano: 

  • Dow Jones (DJI): +0,98% (34.754) 
  • S&P 500 (SPX): +0,83% (4.399) 
  • Nasdaq Composto (IXIC): +1,05% (14.654) 

Confira a cotação das principais moedas estrangeiras: 

  • Dólar: +0,52% (R$ 5,51) 
  • Euro: +0,48% (R$ 6,37) 

Imagem em destaque: CNN Brasil / divulgação 

605 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos
Conteúdos relacionados
Internacional

Contra Covid-19, Moscou adotará lockdown a partir da próxima semana

2 minuto/s de leitura
O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, anunciou nesta quinta-feira (21) que a capital da Rússia voltará a adotar um lockdown para conter o avanço da…
FechamentoInternacional

Evergrande dita o ritmo, e bolsas da Europa e Ásia fecham em queda nesta quinta (21)

1 minuto/s de leitura
A incorporadora chinesa Evergrande continua causando barulho no mercado financeiro. Após a gigante do setor imobiliário, que possui mais de US$ 300 bilhões em dívidas, desistir…
Internacional

Produção de combustíveis fósseis é incompatível com metas do Acordo de Paris, aponta ONU

2 minuto/s de leitura
A Organização das Nações Unidas (ONU) publicou nesta quarta-feira (20), o relatório anual do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies