Internacional

Talibã nomeia embaixador na ONU e pede para falar na Assembleia Geral; Tribunal condena Rússia por envenenamento de ex-espião; mercado internacional e mais

4 minuto/s de leitura

TALIBÃ NOMEIA EMBAIXADOR NA ONU E PEDE PARA FALAR NA ASSEMBLEIA GERAL 

Nesta terça-feira (21), o Talibã nomeou o novo embaixador afegão na Organização das Nações Unidas (ONU). Trata-se do porta-voz Suhail Shaheen, radicado em Doha. As informações são da agência Reuters. 

A indicação foi fem uma carta enviada ao secretário-geral da ONU, António Guterres, pelo novo ministro de Relações Exteriores do Afeganistão, Amir Khan Muttaqi. No documento, o chanceler do novo estado afegão ainda pediu que o governo do país tenha a oportunidade de discursar na Assembleia Geral da ONU, que está ocorrendo em Nova York desde ontem. 

O atual embaixador do Afeganistão na ONU, Ghulam Isaczai, tem discurso marcado para a próxima segunda-feira (27). O Talibã, no entanto, afirma que o diplomata não representa mais o governo afegão. 

Para Guterres, o pedido do grupo extremista deve ser analisado com muito cuidado pelos membros da ONU. Segundo ele, a aceitação do Emirado Islâmico do Afeganistão – nome dado ao novo estado – é o primeiro passo para que a comunidade internacional possa cobrar o cumprimento das promessas de um governo mais inclusivo e que respeito os direitos humanos feitas pelo Talibã ao assumir o controle do país. 

É improvável, no entanto, que a aprovação de de Suhail Shaheen e seu subsequente discurso sejam aprovados até o final da Assembleia Geral da ONU. Para o Talibã, o reconhecimento do novo estado afegão é essencial, uma vez que pode desbloquear uma série de verbas necessárias para conter a grave crise em que o Afeganistão se encontra. 

TRIBUNAL CONDENA RÚSSIA POR ENVENENAMENTO DE EX-ESPIÃO 

Nesta terça, o Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH) apontou o governo da Rússia como responsável pelo envenenamento do ex-espião Alexander Litvinenko. Litvinenko foi morto em 2006, após ser envenenado com polônio 210. 

Opositor do governo de Vladimir Putin, Litvinenk vivia exilado no Reino Unido após acusar diversos superiores seus do Serviço Federal de Segurança de ordenar o assassinato do oligarca russo Boris Berezovsky em 1998. Fugiu para o Reino Unido com sua família em 2000, passando a atuar como jornalista e consultor para os serviços de inteligência britânicos. 

Ele morreu em 23 de novembro de 2006, após ser envenenado com polônio 210, uma substância radioativa e extremamente tóxica para o corpo humano. Quando estava internado em estado grave, Litvinenko apontou o presidente russo como responsável pelo crime. 

O TEDH condenou o governo russo por violar dois artigos do Convênio Europeu de Direitos Humanos. São eles o artigo 2, que garante o direito à vida, e o artigo 38, que obriga os membros do tribunal a apresentar todos os documentos necessários para colaborar com as investigações do mesmo. 

Os magistrados do TEDH apontaram que existem evidências convincentes de que os assassinos de Litvinenko, Andrei Lugovoy e Dmitri Kovtun, atuaram em nome das autoridades russas. Segundo eles, o governo russo não apresentou explicação satisfatória nem refutou as conclusões feitas pela investigação pública que ocorreu no Reino Unido. A Rússia foi condenada a pagar 100 mil euros à Marina Litvinenko, víuva do ex-espião, por danos morais. 

O governo russo considerou a condenação infundada. “O TEDH dificilmente tem autoridade ou capacidade tecnológica para possuir informações sobre o assunto”, apontou o porta-voz Dmitry Peskov. 

EUA doará mais 500 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 

Fontes ligadas ao governo dos Estados Unidos informaram nesta quarta-feira (22) que o presidente Joe Biden deve anunciar nos próximos dias a doação de mais de 500 milhões de doses de vacina contra a Covid-19, que serão destinadas a países mais pobres. 

As vacinas da Pfizer/BioNTech serão adquiridas a preço de custo e encaminhadas para os países a partir do consórcio COVAX Facility, que tem o objetivo de aumentar o acesso de países mais pobres às vacinas contra o novo coronavírus. Com a nova doação, o total de vacinas doadas pelos EUA deve chegar a 1,1 bilhão até o ano que vem. 

A doação deve ser oficializada por Biden ainda nesta quarta-feira, em uma cúpula virtual organizada pelo chefe do Executivo norte-americano para debater o combate à pandemia. A intenção do democrata é que pelo menos 70% da população mundial esteja vacinada até o final de 2022. 

Atualmente, cerca de 44% da população mundial recebeu ao menos uma dose de imunizante contra a Covid-19, e 32% está totalmente imune contra a doença. A desigualdade no processo de imunização, porém, é um dos maiores problemas atualmente, com diversos países mais pobres ao redor do mundo com menos de 5% da população com ao menos uma dose. 

As novas doações devem começar a ser enviadas a partir de janeiro de 2022. Biden tem pressionado os demais líderes internacionais a intensificar o combate à pandemia e a distribuição de vacinas a países de menor renda. 


Saiba mais 

Twitter perde na justiça pagará US$ 809 mi à acionistas, ByteDance quer ser rival do Spotify; saiba das novidades do TikTok e do Fórum de Jovens Cientistas


BOLSAS E CÂMBIO 

Confira os números do mercado europeu: 

  • STOXX 600 (STOXX): +0,99% (463,20) 
  • DAX (GDAXI): +1,03% (15.506,74) 
  • FTSE 100 (FTSE): +1,47% (7.083,37) 
  • CAC 40 (FCHI): +1,29% (6.637,00) 
  • FTSE MIB (FTMIB): +1,44% (25.717,46) 

Na Ásia, os índices Hang Seng e KOSPI não abriram nesta quarta-feira, permanecendo nos mesmos patamares de ontem. Confira os números do mercado asiático: 

  • Hang Seng (HK50): 0,00% (24.221,54) 
  • KOSPI (KS11): 0,00% (3.140,51) 
  • Shanghai Composto (SSEC): +0,40% (3.628,49)  
  • Nikkei 225 (N225): -0,67% (29.639,40)  
  • Shanghai Shenzhen CSI 300 (CSI300): -0,70% (4.821,77)   

Confira os números do mercado norte-americano: 

  • Dow Jones (DJI): +1,00% (34.258)  
  • S&P 500 (SPX): +0,95% (4.395)  
  • Nasdaq Composto (IXIC): +1,02% (14.896)  

Confira a cotação das principais moedas estrangeiras:  

  • Dólar: +0,33% (R$ 5,30)  
  • Euro: +0,05% (R$ 6,20) 

Imagem em destaque: Folha / divulgação 

608 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos
Conteúdos relacionados
FechamentoInternacional

Evergrande evita calote, paga juros e anima o mercado europeu nesta sexta-feira (22); Bolsas da Ásia sem direção única

1 minuto/s de leitura
Nesta sexta-feira (22), a Evergrande continuou movimentando o mercado acionário da Europa e da Ásia. A gigante do mercado imobiliário chinês transferiu fundos para uma conta no…
Internacional

Contra Covid-19, Moscou adotará lockdown a partir da próxima semana

2 minuto/s de leitura
O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, anunciou nesta quinta-feira (21) que a capital da Rússia voltará a adotar um lockdown para conter o avanço da…
FechamentoInternacional

Evergrande dita o ritmo, e bolsas da Europa e Ásia fecham em queda nesta quinta (21)

1 minuto/s de leitura
A incorporadora chinesa Evergrande continua causando barulho no mercado financeiro. Após a gigante do setor imobiliário, que possui mais de US$ 300 bilhões em dívidas, desistir…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies