Notícias

Após sucesso do Pix, BC aposta em sistema Open Banking

2 minuto/s de leitura

Recém implementado, o Pix já é um grande sucesso. A nova ferramenta de pagamentos do Banco Central (BC), capaz de realizar transferências instantâneas entre diferentes bancos a qualquer momento, porém, é apenas o primeiro passo no caminho de um sistema bancário totalmente remodelado: o Open Banking.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-intra-disrup-Eduardo-smart-money-2-1024x379.jpg

Se o Pix trouxe mais praticidade na hora dos pagamentos, a implantação de um sistema de Open Banking pode ser ainda mais importante. Isso porque, diferente do Pix, o Open Banking não é um produto, assim podendo impactar todo o sistema bancário do país independente da adesão ou não do público a determinada ferramenta.

Em entrevista à revista Exame, João André Pereira, chefe do departamento de regulação do BC, esclareceu algumas dúvidas a respeito do novo sistema bancário que a instituiçã pretende implementar. “A diferença é que o Pix é um produto. O cliente do banco aperta um botão e faz um Pix. Já o Open Banking é um fundamento, e por isso tem um poder de transformação maior”, afirmou.

João André traça comparação com a invenção da internet, afirmando que o impacto da implementação de um sistema bancário aberto será sentido no longo prazo, quando as instituições se adaptarem às estruturas construídas. “Quando ela (a internet) foi criada, na década de 90, ninguém sabia bem o que era. As mudanças vieram depois, com os aplicativos, ferramentas e tudo que foi construído em cima da rede de conexão”, apontou.


Saiba mais

Procura pelo cadastramento de chaves mostra o sucesso do sistema Pix


“O mesmo vale para o Open Banking. Com base na estrutura que está sendo regulamentada, o mercado vai começar a montar diversos bloquinhos”, afirmou João André. Segundo ele, o Open Banking abre espaço para uma maior customização dos serviços bancários. Tudo isso é possibilitado através do compartilhamento de dados dos usuários entre as instituições bancárias, a partir de solicitação dos próprios usuários.

Para Jeronimo Nunes, assessor de investimentos na GX Investimentos, a mudança no sistema bancário é muito bem-vinda para o usuário, que terá mais praticidade no seu cotidiano. “Os bancos de fato irão apresentar os produtos e serviços que possuem dentro de plataformas abertas e o cliente poderá decidir sem ter algum tipo de comprometimento com alguma instituição”, destaca.

Para o assessor, o Open Banking é um importante passo para a desbancarização do sistema financeiro. A dúvida que paira, para ele, é quanto os bancos estão disponíveis a ceder, enxugando suas estruturas e mudando suas estratégias de atendimento para possibilitar a sonhada desburocratização do sistema financeiro.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-intra-disrup-Adeodato-smart-money-2-1024x379.jpg

Jeronimo destaca, por fim, que o consumidor tem motivos para se manter otimista com as mudanças. “O que fica de otimismo, é que o consumidor realmente estará adquirindo produtos com menores custos, maior praticidade e imagino eu, mais transparência”, destacou.

Quer investir no mercado de ações mas não sabe por onde começar?

Preencha o formulário abaixo que um assessor da GX Investimentos irá ajudar em sua jornada a liberdade financeira
385 conteúdos

       
Sobre o autor
Jornalista Smart Money Leia, estude, se informe! Apenas novas atitudes geram novos resultados!
       Conteúdos

Quer saber mais sobre investimentos?



Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade




Conteúdos relacionados
AÇÕESNotíciasRenda Variável

Ibovespa continua recuperação nesta sexta (14), mas encerra semana com perdas

1 minuto/s de leitura
Nesta sexta-feira (14), o Ibovespa continuou sua recuperação após o desastroso pregão de quarta, subindo 0,97% e indo a casa dos 121…
Notícias

SmartTech: o efeito ‘Elon Musk’ nas criptomoedas; PIX Cobrança começa a funcionar; Amazon anuncia frete grátis para compras internacionais; saiba das novidades da BugHunt, SpaceX e Google

4 minuto/s de leitura
Elon Musk e a polêmica das criptomoedas Por algum tempo, Elon Musk se tornou quase que um embaixador das criptomoedas. Isso porque…
Notícias

GIRO CORPORATIVO: Petrobras reverte prejuízos e lucra R$ 1,16 bilhão; Magazine Luiza lucra 739,7% a mais no 1T21; Renner tem prejuízos no trimestre; saiba mais sobre Itaú, IRB, Cogna e Taesa

5 minuto/s de leitura
Petrobras (PETR3, PETR4) A Petrobras divulgou seus resultados operacionais referentes ao 1T21 nesta quinta-feira (13). A estatal registrou R$ 1,16 bilhão em…
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao utiliza nossos serviços, você concarda com tal monitaramento.
Consulte a nossa Política de Privacidade

x
Aceito o uso de cookies